O que é preciso para dirigir na Argentina

Eu sei, eu sei. Ainda nem contei sobre nossa última viagem e já estou falando da próxima. Muita gente ja sabe, mas é hora de contar oficialmente aqui no blog. No próximo dia 2 de dezembro nós vamos fazer nossa primeira grande road trip! Nosso destino: Rosário, Argentina. Como nunca dirigimos fora do país, fomos pesquisar o que é necessário para não ter nenhuma surpresa no meio do caminho.

A tal da Carta Verde:
Ouvimos muita gente falar que para dirigir na Argentina é preciso a famosa carta verde. Ela não é uma permissão para dirigir, mas sim um seguro contra terceiros. Isso significa que se caso haja um acidente, o seguro irá o cobrir o carro da outra pessoa, mas não o seu. Esse seguro é obrigatório e o preço varia de acordo com o plano e com quantos dias você irá ficar dirigindo no país. No nosso caso, um seguro para 5 dias irá custar em torno de R$140,00. O seguro é feito aqui no Brasil mesmo, com a sua própria seguradora.

Autorização para tráfego de veículo fora do território nacional:
Essa autorização para dirigir fora do seu país é necessária somente se o carro não for seu. Vimos em alguns relatos que pode ser bem demorado para conseguir essa autorização, que leva em torno de 60 dias para chegar para você. Então caso esse seja o seu caso, é bom providenciar esse documento com bastante antecedência.

Ítens obrigatórios para o carro:
– Cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo (bancos da frente e de trás)
– Extintor de incêndio
– Cadeirinhas e assento de elevação para crianças, conforme a idade
– Cadenas (caso for trafegar em pistas com neve)
– Cambão ou cabo de aço
– Triângulo adicional
– Kit de primeiros socorros
– Apoios de cabeças também nos bancos traseiros

Documentos:
– Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV)
– Carteira de Identidade (RG) ou passaporte
– Carteira Nacional de Habilitação (CNH)
– Nota fiscal de bens importados comprados legalmente no Brasil

Acessórios proibidos no carro:
Na Argentina é proibido o uso de acessórios não-originais no carro, como:
– engate para reboque
– quebra-mato (ou mata-cachorro)
– os faróis auxiliares devem ser amarelos (ou estarem cobertos por um plástico ou similar)

Dica retirada do Viajando de Carro:
“Antes de viajar veja as resoluções sobre a documentação para transitar com veículo particular no Mercosul. Faça a impressão desta resolução e apresente ao policial, no caso dele inventar algum novo documento para te multar. Trate sempre as autoridades com respeito. Tenha sempre bom senso e calma para evitar problemas com desacato!  Leve impressa também as leis de trânsito da Argentina.”

Essas informações foram retiradas do Viajando de Carro. Lá também tem informações sobre ítens obrigatórios para Chile e Uruguay. Eles também fizeram um post bem interessante sobre a corrupção dos policiais argentinos. Prefiro não falar sobre isso aqui agora porque nunca tivemos esse tipo de contato com os policias de lá, então apesar de ouvirmos muitas histórias com relação à isso, preferimos tirar nossas próprias conclusões depois da viagem.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s